30 de jan de 2015

SEGURO-DESEMPREGO: REVISÃO AFETA MAIS OS POBRES DO PAÍS

BRASILEIROS DEMITIDOS SEM JUSTA CAUSA COM VÍNCULO EMPREGATÍCIO IGUAL OU MENOR A UM ANO SÃO OS MAIS AFETADOS

desemprego
Diante da pressão das centrais sindicais, governo pode afrouxar as novas regras do seguro-desemprego 
As mudanças propostas pelo governo no seguro-desemprego podem atingir um grande contingente de trabalhadores jovens, pouco escolarizados e com baixos salários, mostra um levantamento do economista Eduardo Zylberstajn, da Fipe, com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). As alterações no benefício estão no centro do debate sobre o ajuste fiscal, em um momento em que as centrais sindicais pressionam o Planalto para que as novas exigências sejam amenizadas.
Pelas novas regras, que ainda não estão em vigor, o trabalhador só poderá pedir o seguro-desemprego pela primeira vez depois de 18 meses de vínculo empregatício – originalmente, o período exigido era de 6 meses. O problema é que a exigência maior para o primeiro requerimento teria um forte impacto justamente em quem mais precisa do benefício, alerta Zylberstajn.
O levantamento do economista separou as demissões sem justa causa por período de vínculo: menos de seis meses, de seis a 12 meses, de 12 a 24 meses e mais de 24 meses, e cruzou esses dados com idade, escolaridade e salário dos desligamentos em 2014. A conclusão é que, dos demitidos sem justa causa com vínculo de até um ano, 47% têm até 39 anos, 45% não possuem ensino superior e 40% recebem até dois salários mínimos.
“Pode ser que dentre essas pessoas estejam aquelas que vão pedir o benefício pela segunda ou terceira vez, mas é o universo potencial de afetados”, explica Zylberstajn. As novas regras ainda estipulam uma carência de 12 meses para o segundo pedido e de seis meses a partir do terceiro. “O seguro-desemprego foi desenhado para proteger os trabalhadores de menor renda. Da forma como as mudanças foram propostas, ele ficou um programa para os poucos privilegiados e mais capacitados”.
O economista avalia que as mudanças foram pensadas mais pelo lado fiscal. “O seguro-desemprego é o que tem mais impacto no curto prazo”, diz. O esforço fiscal combinado de todas as alterações trabalhistas, estimado em R$ 18 bilhões, foi superestimado pelo governo em pelo menos 40%.
Zylberstajn ainda relativiza as alegações de mal uso do seguro-desemprego. “Qualquer seguro estimula um comportamento, por assim dizer, mais ‘inadequado’ das pessoas. Se você tem um seguro de carro, tende a dirigir mais rapidamente ou a deixar o veículo na rua. O mesmo acontece com o seguro-desemprego”, diz.
Ultrapassado. Na semana passada, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, provocou mal-estar entre líderes sindicais ao afirmar ao jornal britânico Financial Times que o modelo do seguro-desemprego está ultrapassado.
“Eu arrisco a dizer que o Brasil é um dos únicos países do mundo que têm uma configuração simultânea de benefícios como abono salarial, seguro-desemprego, multa por demissão sem justa causa e FGTS. Acho que era isso a que o ministro se referia. Apresentei esses dados no Banco Mundial durante uma conferência e ninguém soube me apontar outro exemplo”, afirma Zylberstajn.
Rotatividade. O economista ainda usa os dados para rebater a tese de aumento da rotatividade como justificativa para alterar o seguro-desemprego. “Há, de fato, um aumento na rotatividade, mas ela ocorre entre aqueles motivos que não dão direito ao benefício”, afirma.
De 2002 a 2013, o índice de trabalhadores que mudam de emprego passou de 43% para 55%, segundo a Rais (Relação Anual de Informações Sociais), um consolidado anual do emprego formal no Brasil. Em outras palavras, significa dizer que, a cada 100 trabalhadores, a mudança de emprego cresceu de 43 para 55.
Desmembrados, no entanto, os dados mostram que só cresceu a rotatividade nos motivos que não dão acesso ao benefício. Nesse grupo – que inclui demissões a pedido do trabalhador, aposentadorias e até morte -, o porcentual passou de 19% para 28%. Já os desligamentos que partiram do empregador e que, portanto, dão direito ao benefício, tiveram apenas uma leve alta, de 24% para 27%.
Além das distorções apontadas pelo levantamento, o economista sustenta que o aumento do gasto com benefícios sociais era um fenômeno mais do que esperado diante das transformações no mercado de trabalho.
Ainda com base na Rais, Zylberstajn conclui que o aumento de gasto com seguro-desemprego e abono salarial é totalmente explicado pelos sucessivos reajustes no salário mínimo, combinados com o aumento do número de trabalhadores formais.
De 2002 a 2013 (o dado mais recente da Rais), o salário mínimo brasileiro teve um aumento real médio – descontada a inflação – de 5,3% ao ano. Já o número de empregos formais avançou a um ritmo anual de 5,4%. Por fim, os gastos com seguro-desemprego e abono salarial aumentaram 11% na mesma comparação.

CONTAS DE LUZ TERÃO BANDEIRA TARIFÁRIA VERMELHA EM FEVEREIRO

OBJETIVO É ELEVAR ARRECADAÇÃO E EVITAR MAIS EMPRÉSTIMOS PARA SETOR ELÉTRICO

Eduardo Braga disse que procurou bancos para fechar o empréstimo Foto: Marcos Santos
Hoje repasse mais alto, da bandeira vermelha, é de R$ 3 para 100 kWh
No mês de fevereiro os consumidores brasileiros vão pagar novamente um adicional de R$ 3 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) de energia consumidos. Pelo segundo mês, estará em vigor a bandeira tarifária vermelha para todas as regiões, exceto para os estados do Amazonas, Amapá e Roraima.
O sistema de bandeiras tarifárias,  que permite a cobrança de um valor extra na conta de luz de acordo com  o custo de geração de energia, começou a vigorar no início de janeiro. No primeiro mês do ano, a bandeira também foi vermelha, por causa do uso intenso de energia de termelétricas, que é mais cara do que a gerada por usinas hidrelétricas.
As bandeiras funcionam como um semáforo de trânsito, com as cores verde, amarela e vermelha para indicar as condições de geração de energia no país. Se for um mês com poucas chuvas, os reservatórios das hidrelétricas estarão mais baixos, por isso, será necessário usar mais energia gerada por termelétricas.
Quando a conta de luz vier com a bandeira verde, significa que os custos para gerar energia naquele mês foram baixos, portanto, a tarifa de energia não terá nenhum acréscimo. Se vier com a bandeira amarela, é sinal de atenção, pois os custos de geração estão aumentando. Nesse caso, a tarifa de energia terá acréscimo de R$ 1,50 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. Já a bandeira vermelha mostra que o custo da geração naquele mês está mais alto, com o maior acionameno de termelétricas, e haverá um adicional de R$ 3 a cada 100 kWh.
Segundo a Aneel, com o sistema de bandeiras tarifárias, o consumidor poderá identificar qual a bandeira do mês e reagir a essa sinalização com uso inteligente da energia elétrica, sem desperdício.

PREVISÃO DE CHUVAS NO SUDESTE EM FEVEREIRO É DE 52% DA MÉDIA


REGIÃO NORDESTE TEM PREVISÃO É DE 18% DA MÉDIA PARA FEVEREIRO;
SUDESTE, 52%


Cantareira seca Foto Sebastião Moreira AFE
Para a região Nordeste, a previsão é de 18% da média; Sul terá afluência de 126% 
A previsão de chuvas para a região Sudeste no mês de fevereiro é de 52% da média de longo termo (MLT), de acordo com resultado preliminar da energia natural afluente (ENA), elaborado pelo Operador Nacional do Sistema (ONS), responsável pela gestão do setor elétrico.
Para a região Nordeste, a previsão é de 18% da média e para o Norte de 76%.
A região Sul tem uma afluência prevista de 126% do MLT para o próximo mês.
O resultado preliminar do ONS também revela que no acumulado de janeiro o resultado da energia natural afluente ficou em 39% da média de longo prazo no Sudeste, 26% no Nordeste, 61% no Norte e em 207% no Sul.

Governo quer aeroporto de Salvador em futura privatização, diz jornal

Governo quer aeroporto de Salvador em futuro leilão, diz jornal
PORTAL DE NOTÍCIAS DE SENADOR SÁ
O aeroporto de Salvador é um dos campos de aviação que estão na lista dos possíveis privatizados pelo governo federal. De acordo com o jornal Valor Econômico, uma lista com 11 possibilidades – incluindo o de Manaus e Porto Alegre –, foi apresentada há duas semanas pelo ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha, à presidente Dilma Rousseff (PT). Nada ainda foi definido para a retomada dos leilões, mas permitiu o avanço dos estudos. A possibilidade é que, nas próximas rodadas do programa de concessão, a Infraero deve ficar com uma parcela bem menor. Antes, era mantida a sua participação de, pelo menos, 49% dos aeroportos já privatizados. Isso permitirá desafogá-la dos aportes necessários para integralizar o capital das futuras concessionárias. O governo também não pensa mais em limitar a concorrência

Filho de Fidel diz que Cuba pode ter até uma fábrica da Coca-Cola em breve

Filho de Fidel diz que Cuba pode ter até uma fábrica da Coca-Cola em breve
PORTAL DE NOTÍCIAS DE SENADOR SÁ
Dois dos maiores símbolos do capitalismo estadunidense , a rede de fast food McDonald’s e a Coca-Cola podem chegar a Cuba em breve. Pelo menos é o que Álex Castro, um dos oito filhos de Fidel, deu a entender durante uma entrevista para uma rede de televisão local. Ele disse que, com a retomada das relações diplomáticas e alguns estímulos econômicos entre os dois países, Havana está fazendo “dando um tempo” em seu socialismo. “Coca-Cola e McDonald’s são bem-vindos em Cuba. Somos vizinhos, pode haver uma fábrica de Coca. Estamos fazendo um “break” no nosso socialismo, mas não renunciaremos a ele”, disse Álex, que também é o fotógrafo oficial de Fidel.

28 de jan de 2015

CASOS DE AIDS NO CEARÁ


Doença que ataca o sistema imunológico responsável por defender o organismo de doenças, a Aids afeta 794 pessoas no Ceará. Destas, 52% estão em Fortaleza (414). Um dado que chama a atenção é que 23, dos 184 municípios cearenses, concentram 81% dos casos (646). As cidades de maior população e com zona industrial, de comércio ou turismo mais desenvolvido são, frequentemente, as que aglomeram maior número de registros da doença. É o que aponta a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), no Informe Epidemiológico Aids, de janeiro deste ano.
Depois de Fortaleza, Sobral é o município com mais notificações de Aids (37), seguido de Maracanaú (32), Caucaia (30), Aquiraz (14), Pacajus (12), Iguatu (10), Russas (9), Maranguape (7), Horizonte (7), Canindé (7), Itapipoca (7), Aracati (7), Jaguaribe (6), Cascavel (6), Santa Quitéria (6), São Gonçalo do Amarante (5), Paracuru (5), Acaraú (5), Tauá (5), Camocim (5), Beberibe (5) e Pindoretama (5).
Desde 1983, quando o primeiro caso da doença foi notificado no Ceará, 93% dos municípios já registraram pelo menos um caso da doença. De lá para cá, 14.732 casos de Aids já foram notificados em todo o Estado. A partir de 2013, observa-se um crescimento no número de casos da doença entre pessoas acima de 50 anos e entre adolescentes na faixa etária de 15 a 19 anos. (DN)

Preço do pão fica até 10% mais caro a partir de fevereiro

O quilo do pão que atualmente custa R$ 8,50 deve ficar entre R$ 9,18 e R$ 9,35.







O pão deve ficar entre 8 e 10% mais caro para os consumidores cearenses já a partir do mês de fevereiro deste ano.

A previsão é do Sindicato das Industrias de Panificação e Confeitaria do Ceará (Sindipan-CE). O quilo do pão que atualmente custa R$ 8,50 deve ficar entre R$ 9,18 e R$ 9,35.

Segundo o presidente do Sindipan-CE, Lauro Martins, um dos principais elementos que vão influenciar a alta é o aumento do trigo no mercado externo.



Você conhece a Doutrina da Igreja Católica ?

A doutrina católica, fundamentalmente, baseia-se no Texto-Sagrado que contém a Palavra de Deus, a verdade revelada, sendo também formada pela sagrada tradição do magistério infalível da Santa Igreja .
A Tradição e as Sagradas Escrituras formam uma unidade para os católicos; possuem a mesma origem, comungam os mesmos objetivos e integram o mesmo depósito da fé. A Igreja Católica lança mão, portanto, dessas duas dimensões da verdade revelada: a autoridade da Bíblia e a autoridade do magistério dos apóstolos e de seus sucessores, sob a proteção e a orientação do Espírito Santo. O Catecismo da Igreja (1992) cita a Constituição Dogmática Dei Verbum, que ensina :
(95) “A Tradição, a Escritura, e o Magistério da Igreja, segundo o plano prudente de Deus, estão unidos e ligados, de modo que nenhum deles pode subsistir sem os outros; os três, cada um segundo seu caráter, e sob a ação do único Espírito Santo, contribuem eficazmente para a salvação das almas” (10,3).”
A Verdade é oferecida por Deus através das Escrituras e interpretada pelo magistério à luz da Tradição. O magistério eclesiástico conserva e difunde a Revelação, decidindo em nome da Igreja, por determinação e sob a assistência de Cristo , na Pessoa do Espírito Santo Paráclito.
O sagrado magistério expressa-se, fundamentalmente, nos documentos dos concílios ecumênicos e nas decisões e pronunciamentos papais.
A doutrina católica consiste, pois, dos dogmas de fé, da condenação das heresias e da missão de ensinar e de santificar da Igreja, para a salvação das almas e para a maior glória de Deus.
São elementos fundamentais da doutrina católica: o Credo Niceno-Constantinopolitano (325-381), o governo da Igreja, sua hierarquia, a instituição do papado, o colégio episcopal, seus tribunais, seus concílios, as conferências episcopais, bem como a doutrina sobre os santíssimos sacramentos (do batismo, da penitência, da eucaristia, da crisma, da ordem, do matrimônio e da unção dos enfermos ), que transmitem a graça divina necessária para a santificação dos homens e do mundo ; mediante os quais a Igreja realiza a sua missão .
As fontes documentais mais relevantes da doutrina católica são, pois: o Catecismo , o Código de Direito Canônico ,os documentos papais ( Encíclicas, Constituições Apostólicas, Constituições Dogmáticas, Decretos, Bulas e Exortações Apostólicas), os documentos conciliares, os documentos das autoridades eclesiásticas, e os textos dos santos e doutores da Igreja, devidamente aprovados .
A Doutrina da Igreja Católica, em síntese, é o conjunto de verdades reveladas por Deus e confirmadas pelo magistério solene da Igreja, bem como o conjunto de definições não dogmáticas. São verdades sobre a ordem natural, sobre o homem, sobre a Igreja e sobre Deus, que devem ser reverenciadas pelos fiéis como expressão de respeito pela sagrada hierarquia, tanto em seu magistério solene quanto em seu magistério ordinário.
A Igreja reconhece como absolutamente legítimo, o direito e o dever, o poder, enfim, do magistério eclesiástico de enriquecer a doutrina em seu conjunto, sempre de forma coerente, sem qualquer negação dos dogmas afirmados pelo Papa em pronunciamentos ” ex-cathedra ” ou pelo Colégio Episcopal em reuniões do seu magistério solene , sob a assistência permanente do Espírito Santo ; o Espírito de Verdade , que orienta e conduz a Igreja.
A doutrina da Igreja pode ser enriquecida em matérias dogmáticas e não dogmáticas (Cfr. Encíclica Mirari Vos , Papa Gregório XVI ). No caso das matérias dogmáticas , cabe menção aos fatos ligados a dogmas , mas que ainda não receberam essa definição formal. A Igreja não cria dogmas, os dogmas são revelados por Deus e confirmados pela Igreja ; os dogmas existem objetivamente . Contudo , alguns dogmas podem não estar , plenamente, identificados pelo entendimento humano, até um determinado momento do processo de desenvolvimento da doutrina, por isso a necessidade de alguma elaboração filosófica por parte do magistério eclesiástico.
A Revelação cristã fechou-se com a ascensão de Cristo ; não haverá, portanto, nenhuma nova revelação até a Parusia. Diz o Catecismo: “Cristo, o Filho de Deus feito homem, é a Palavra única, perfeita e insuperável do Pai. Nele o Pai disse tudo, e não haverá outra palavra senão esta” (CIC 65). Por essa razão “já não há que esperar nenhuma nova revelação pública antes da gloriosa manifestação” de Cristo no final dos tempos (cf. Dei Verbum 4).
***********
A doutrina católica possui subdivisões que são aplicações da doutrina a aspectos diferentes e complexos da realidade que envolve a vida do homem no mundo. A doutrina moral, a doutrina social, a doutrina sobre os sacramentos, a doutrina missionária formam dimensões especificas da doutrina da Santa Igreja, em harmonia e coerência, com o todo .
Tratamos, pois , em nosso apostolado , de questões eclesiásticas, teológicas , questões afetas à liturgia , ao estudo das Sagradas Escrituras, ao diálogo ecumênico e aos males sociais do nosso tempo, que também afetam a Igreja .
Nosso Senhor Jesus Cristo disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai, a não ser por mim” ( Jo14,6 ); conhecer a doutrina da Igreja é conhecer as verdades de Cristo, e, assim, amá-lo mais perfeita e intensamente .
Para igualmente exercermos a nossa missão de levar a Palavra de Deus aos mais distantes povos, em conformidade com as palavras do Mestre: “Ide… e ensinai a todas as nações” (Mt 28, 19), necessitamos conhecer sempre mais e melhor a doutrina da Igreja .
Trata-se de uma obrigação exigida de todos os cristãos: conhecer a mensagem evangélica, para que possamos pregar a Palavra que redime e salva, a todos os homens. Insere-se, portanto , plenamente , nos desígnios de Cristo para os seus discípulos e para todos os membros da sua Igreja , o estudo e o ensino sistemático da doutrina católica , em seu conjunto .
Cada batizado possui um sacerdócio e o exerce pelo engrandecimento da Igreja, pelo crescimento na justiça, na graça e na caridade, de toda a comunhão de almas santas que a constituem.
Proclamou o Concílio Vaticano II: “A única Igreja de Cristo(…) é aquela que nosso Salvador, depois da sua Ressurreição, entregou a Pedro para apascentar (Jo 21,17) e confiou a ele e aos demais apóstolos para propagá-la e regê-la (Mt 28,l8ss), levantando-a para sempre como coluna da verdade (1Tm 3,15). Esta Igreja(…) subsiste na Igreja Católica governada pelo sucessor de Pedro e pelos bispos em comunhão com ele” (Lumen Gentium 8).

CENTRAIS SINDICAIS ORGANIZAM MANIFESTAÇÃO EM BRASÍLIA CONTRA MP

GRUPO QUER REVOGAÇÃO DAS MEDIDAS PROVISÓRIAS 664 E 665

Foto: Marcelo Camargo ABr
A Polícia Militar do Distrito Federal estimou em 150 o número de pessoas que participaram o evento
Acompanhando manifestações semelhantes de centrais sindicais ocorridas em outras cidades brasileiras, Nova Central, Força Sindical, Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB) e Central Sindical e Popular (CSP) organizaram ato, em frente ao Ministério da Fazenda, em Brasília, para reivindicar a revogação das Medidas Provisórias 664 (pensão por morte e auxílio-doença) e 665 (seguro-desemprego, abono salarial e seguro-defeso), anunciadas no fim do ano. As centrais contestam o argumento do governo de que as medidas são importantes para aumentar o rigor na concessão dos benefícios.
O objetivo das novas regras, segundo o governo, é eliminar excessos, aumentar a transparência e corrigir distorções, visando à sustentabilidade dos programas que utilizam os fundos de Amparo ao Trabalhador (FAT) e da Previdência Social.
“As centrais sindicais acham que existem outros caminhos, como aumentar a fiscalização. No Amazonas, por exemplo, [deveria haver] 20 fiscais do trabalho e [há] apenas três. Roraima era para [haver] 15 fiscais e [há] apenas dois. Como o concurso é nacional, depois de um ano, os novos fiscais voltam para sua cidade natal e não há novos concursos [para preencher a vaga]. Então, o primeiro problema é a fiscalização”, disse Carlos Lacerda, secretário para assuntos parlamentares da Força Sindical.
Na opinião dos representantes dos sindicatos, “a crise da economia que atinge o país está tendo como resposta dos patrões mais ataques ao emprego e aos direitos trabalhistas”, a exemplo, conforme disseram, das ameaças de demissões da Volkswagen no ABC paulista.
“Não vamos aceitar mudanças nos benefícios dos trabalhadores e na legislação trabalhista. Infelizmente, os patrões e os governos sempre jogam nas costas dos trabalhadores os custos de toda a crise que acontece”, destaca o professor Robson da Silva da Central Sindical e Popular (CSP).
Antes, os manifestantes – que estavam na Catedral de Brasil – saíram em passeata até o Ministério da Fazenda. A Polícia Militar do Distrito Federal estimou em 150 o número de pessoas que participaram o evento. Os organizadores disseram que havia 200 integrantes. Dois ônibus e 10 carros retiraram os manifestantes do local do protesto.

Empresários e servidores públicos do SAAE de Sobral estão na mira do MPCE

sobral-ceara
O Ministério Público do Estado do Ceará ajuizou no último dia 19 uma ação civil pública contra cinco empresários e seis servidores públicos do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Sobral por atos de improbidade administrativa. O documento foi assinado pelo promotor de Justiça Irapuan da Silva Dionízio Junior.

A denúncia é de que o grupo estaria envolvido em diversos e sucessivos crimes de improbidade administrativa no SAAE de Sobral, tais como: falsidade ideológica, certidão ou atestado ideologicamente falso, uso de documento falso, emprego irregular de verbas ou rendas públicas, fraude aos processos licitatórios através da contratação de empresas fantasmas, bem como aviso prévio entre empresas concorrentes, que deu ensejo ao desvio de aproximadamente R$ 150 mil.
Os acusados são: os sócios-proprietários da AGT Construções e Empreendimentos Ltda. Antônio Gomes Torres e Silvio Luis Torres Borges; os sócios-proprietários da empresa C.A. Construções e Ferrovias Ltda. Anísio Gomes Torres e Claudenor Vieira Martins; o micro-empresário Benedito Basílio Madeira; o atual presidente do SAAE de Sobral, Edson Amaximandro de Sousa e Silva; o diretor administrativo do SAAE de Sobral, José Alberto Rodrigues de Andrade; a servidora pública municipal e presidente da Comissão de Licitação, Maria do Socorro Ibiapina Cunha; o ex-presidente da Comissão de Licitação do SAAE de Sobral, Salustiano Freire Ferreira Gomes; o contador do SAAE, Vicente de Paulo Gomes Parente; e o pregoeiro na época do fato, Edson Norberto Sales.
O MPCE requer liminarmente à Justiça que seja determinada a indisponibilidade dos bens móveis e imóveis dos investigados e das empresas AGT Construções e empreendimentos Ltda., C.A. Construções e Ferrovias Ltda. e Benedito Basílio Madeira – ME. Além disso, pede a suspensão dos direitos políticos entre o intervalo de cinco a oito anos, a proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, a decretação da perda da função pública que porventura ocupe, o pagamento de multa cível de até duas vezes o valor do dano a ser apurado, o ressarcimento ao erário pelos prejuízos causados a ser apurado.
Fonte: Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Ceará.

João Jaime – O fim da enganação chamada refinaria

Com o título “Enganação premeditada”, eis artigo que o deputado estadual João Jaime (DEM) manda para o Blog. Ele fala sobre a novela em torno da tão prometida refinaria de petróleo. Confira:
Nesta madrugada de hoje, tivemos acesso, através da nossa imprensa, à divulgação do balanço do terceiro trimestre de 2014 da Petrobras. Noves fora as perdas contábeis referentes aos desvios por corrupção que a Estatal esteve envolvida, uma vez que estes valores não foram inclusos no balanço, apresenta, entre seus prejuízos, a construção das Refinarias Premium I e II. Justificando assim, o descarte dos projetos. Ora, como se isso surpresa fosse.
A bem da verdade, esses projetos nunca haviam sido colocados nos planos de investimento da Petrobras. Não estavam em 2006, quando foi lançado o plano quadrienal da estatal. Não estiveram em 2010 e nem em 2014.
O que constou nos planos de investimentos da estatal foram projetos de estudo de viabilidade dos empreendimentos. Os custos, que a estatal justifica como um dos aumentos dos prejuízos do último trimestre, são de projetos de estudos, consultorias e outras tantas enrolações que alimentavam a esperança da chegada das refinaria e da nossa refinaria em nosso Estado. E não operacional, como se foi postado.
Por várias vezes, me reportei sobre isso, alertando para tamanha enganação. Desde quando a presidenta Dilma Rousseff assumiu, em 2011, a Petrobras vem tendo queda em seus lucros. O que antes era dado como controlado, hoje mostra que a estatal tem a maior dívida corporativa do mundo. Sem falar em seu valor de mercado. Um verdadeiro caos. Nesses quatro anos teve uma perda de 75,2%.
Falta gestão, falta dinheiro, falta petróleo. Mas, falta, acima de tudo, punição.
João Jaime
Deputado estadual do DEM.

Projeto de refinaria do Ceará é encerrado, diz balanço da Petrobras

Cade a refinaria do Ceará ??? O estado do Ceará será enganado mais uma vez!!


Lula discursa no Ceará no lançamento da pedra fundamental da refinaria Premium II   Cade



Os projetos das refinarias do Ceará, Premium II, e a do Maranhão, Premium I, foram descartados do plano de investimento da Petrobras. O descarte dos projetos gerou uma queda de 38% no lucro da Petrobras no terceiro trimestre de 2014, em relação ao segundo, segundo informou nesta madrugada a estatal, ao divulgar os resultados do período, não revisados pelos auditores.
O lucro da Petrobras caiu de R$ 5 bilhões para R$ 3,1 bilhões do segundo para o terceiro trimestre do ano passado. As perdas com os dois projetos de refino somaram, sozinhos, R$ 2,7 bilhões. As duas refinarias, que nunca saíram do papel, são as maiores responsáveis pelos prejuízos, mas a estatal também deverá reconhecer perdas com possíveis casos de corrupção na construção das usinas Abreu e Lima, em Pernambuco, e do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), além da compra da refinaria em Pasadena.
A Petrobras diz em seu balanço que decidiu encerrar os projetos de investimentos das dos dois empreendimentos no último dia 22 de janeiro.  “A Companhia, diante dos resultados econômicos alcançados até o momento, consideradas as taxas previstas de crescimento dos mercados interno e externo de derivados e da ausência de parceiro econômico para a implantação, condição prevista no Plano de Negócios e Gestão da Companhia, PNG 2014-2018, entendeu que deveria encerrar estes projetos de implantação”, afirmou a Petrobras. A refinaria cearense deveria, de acordo com o último plano de negócios da empresa, iniciar sua operação em 2018 e, a maranhense, em 2019. Quando lançados, os dois projetos previam investimentos de US$ 30 bilhões na sua instalação.
(Diário do Nordeste)

Ceará já investiu R$ 657 milhõesna Refinaria

Petrobras lança pedra fundamental para Refinaria Premium II no Ceará

Promessa de Lula e Cid Gomes, Petrobras cancela projeto da Refinaria do Ceará


Após vitória de Dilma, refinaria no Ceará pode ser adiada


Obras de refinaria no Ceará devem começar em 2013, diz Dilma



Dilma confirma refinaria da Petrobras no Ceará


Lopes destaca apoio de Dilma para instalação de refinaria no CE



Instalação da refinaria não será adiada, diz Dilma,


Lula Morais diz que Ceará precisa se preparar para receber refinaria 05.06.13


Tasso desafia população cearense a mostrar Siderúrgica e Refinaria no Ceará


27 de jan de 2015

Gasolina no Ceará é a mais cara do Nordeste

A gasolina no Ceará é comercializada em todo de R$ 3,13

O preço do litro de gasolina comum no Ceará é a 10ª mais cara do Brasil e a mais cara da região Nordeste. Comercializada em todo de R$ 3,13, o valor é próximo de estados de difícil acesso, como Tocantins (R$ 3,144) e Roraima (R$ 3,174), ambos na região Norte.

A gasolina mais cara no país é encontrada no Acre, onde é vendida por R$ 3,49. Já o preço do litro mais barato é nos estados de Pernambuco e Piauí, respectivamente, a R$ 2,905 e 2,906.
anibal gomes
O deputado federal Aníbal Gomes (PMDB) assumirá cadeira da Câmara domingo, a partir das 10 horas, mas, já no dia 15 próximo, vai tirar licença de quatro meses para fazer cirurgia da coluna.
É o que ele informa, acrescentando que será a segunda cirurgia a que se submeterá, ao longo dos vários mandatos que vem exercendo em Brasília.
maurobenevides
Com a licença de Aníbal Gomes, assumirá o primeiro suplente Mauro Benevides (PMDB) que traz no currículo, por exemplo, fato de ter sido vice-presidente da Constituinte de 1988. Sem sombra de dúvidas, a política brasileira vive de arranjos e acomodações de interesses.

SPC Brasil faz encontro em Sobral

sweverinoo
Será na próxima quinta-feira, em Sobral (Zona Norte), a primeira reunião do ano do Conselho Estadual do Sistema de Proteção ao Crédito, o SPC Brasil.
O encontro ocorrerá em clima de balanço 2014 e planejamento para este ano, sob a coordenação do presidente da CDL Fortaleza, Severino Neto, e de Freitas Cordeiro, presidente da FCDL.
A reunião congregará dirigentes de mais de 60 CDLs cearenses por videoconferência.

50 anos de seca: sem água, veja como sobrevive a população do sertão da Paraíba

Durante 20 dias, a equipe do Repórter Record Investigação percorreu mais de três mil quilômetros pelo sertão da Paraíba, passando por algumas das cidades mais afetadas pela falta de água: Santa Luzia, Montadas, Boqueirão e São João do Cariri. Locais onde, sem uma gota de chuva, animais morrem e plantações secam por causa da estiagem. Lugares esquecidos nos quais famílias carentes lutam para sobreviver. É nesse cenário que os repórteres Marcus Reis e Daniel Mota descobriram um esquema de favorecimento na distribuição de água. Só quem votou no prefeito tem acesso ao precioso líquido. Acompanhe na íntegra.

Fonte da Matéria 

FILHO DE LULA QUESTIONA EDUARDO JORGE NA JUSTIÇA

FÁBIO LUIS LULA DA SILVA VAI INTERPELAR EX-CANDIDATO A PRESIDENTE PELO PV
(Foto:EBC)
Eduardo Jorge nega ser autor de postagem (Foto:EBC)
O empresário Fábio Luis Lula da Silva, filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, decidiu interpelar judicialmente o ex-candidato à presidência da República pelo PV, Eduardo Jorge, por difamação. O motivo foi um post de Twitter que teria sido publicado no último dia 18. No tuíte, o ex-presidenciável teria afirmado que Silva é dono da Friboi, marca do frigorífico JBS.
Na mensagem, Jorge teria feito piada com a afirmação da presidente Dilma Rousseff (PT), feita durante a campanha eleitoral, de que não mexeria nos direitos trabalhistas “nem que a vaca tussa”. “A vaca que tossiu não é do frigorífico do filho do Lula. Então pode comer à vontade”, disse a mensagem, que posteriormente foi apagada.
Os advogados de Fábio Lula da Silva alegam que ele “não é ou jamais foi sócio ou manteve qualquer relação profissional com negócios relacionados ao setor agropecuário ou agroindústria” e dizem que ele é “vítima de atos criminosos na intenet” . No ano passado, o filho do ex-presidente entrou com um processo parecido contra Daniel Graziano, filho do ex-ministro Xico Graziano, que teria usado um computador do Instituto Fernando Henrique Cardoso para disseminar o mesmo boato.
Procurado pela reportagem, Eduardo Jorge alega que o post foi feito por perfil falso com o seu nome. “Não publiquei esse post. Isso deve ser coisa de um dos fakes que me perseguem. Já reclamei, mas o Twitter não retira”.

CAIADO VIU DILMA NERVOSA E GAGUEJANDO, NO PRIMEIRO DISCURSO

Receita faz ‘confisco disfarçado’ com dinheiro do contribuinte, acusa Ronaldo Caiado (DEM-
Ronaldo Caiado: Dilma “faz maldades” contra a classe média
PARA A OPOSIÇÃO, ELA FEZ DISCURSO NERVOSO E ‘DESCONECTADO DA REALIDADE’
O líder da Oposição no Congresso, senador eleito Ronaldo Caiado (DEM-GO), reagiu ao primeiro pronunciamento da presidente Dilma, Rousseff nesta terça-feira (27), quase um mês após sua posse no segundo mandato. Para Caiado, foi um discurso “desconectado da realidade, tanto que ela demonstrou desconforto, nervosismo e gaguejou o tempo todo”.
Para Caiado, ao pedir que ministros “travem a batalha da comunicação”, a presidente quer adotar a prática adotada em sua campanha como modus operandi do atual governo, ou seja, vender uma versão dos fatos fantasiosa sobre o atual estado do país.
“Dilma venceu a eleição defenestrando seus opositores e agora recorre ao ‘estilo João Santana’ para que ministros vendam esse Brasil de ilusão que foi forjado durante a campanha. Não se vence uma crise econômica com palavras, presidente. Não é com a continuação da mentira que a inflação vai diminuir e o país vai voltar a crescer ”, criticou Caiado.
O senador eleito lamentou que a única diretriz presidencial apresentada para a população tenha sido a de utilizar a retórica para tentar minimizar as contradições nas ações de seu governo.
“Como é que depois de suspender R$ 10 bilhões em direitos trabalhistas se pode falar que eles são intocáveis? Como é que o Brasil quer ser uma pátria educadora retirando recursos do MEC e bolsas de ensino”, questionou.
Ronaldo Caiado também ressaltou a forma como a presidente insinuou que o pacote de maldades para tentar conter o desajuste fiscal do governo deve ter ainda mais arrocho ao bolso do trabalhador.
“A presidente escolhe muito bem as palavras para tentar esconder o que vem por aí. Mas se depois de tanta maldade com o bolso da classe média, com os direitos do trabalhador, com o aumento nos tributos, com a suspensão de direitos estudantis, com a escalada dor juros e do IOF, ela ainda fala em reequilíbrio fiscal ‘gradual’, é porque muita maldade ainda vem por aí”, sugeriu.
Combatendo crise com retórica
O líder do DEM na Câmara dos Deputados, Mendonça Filho (PE), criticou o tom adotado pela presidente Dilma Rousseff no discurso que abriu a primeira reunião ministerial de seu governo nesta terça-feira (27).
De acordo com o líder, a única orientação dada pela presidente ao seu ministério é seguir a orientação de seu marqueteiro João Santana e travar uma “guerra da comunicação” com os fatos.
“Dilma estabelece a enganação como método de governo. Prometeu uma coisa na campanha, fez o inverso assim que assumiu, mandou a conta do descalabro econômico para a classe média e ainda tem a coragem de ir a público pregar diante de seus ministros a continuação da guerra de comunicação. Ela quer combater a crise com a retórica”, lamentou Mendonça Filho.
O democrata também lamentou o anúncio de que, apesar do corte de quase R$ 18 bilhões em direitos trabalhistas e o aumento de R$ 20 bilhões em tributos, outras medidas de ajuste fiscal contra o contribuinte devem ser adotadas. Dilma afirmou que as medidas adotadas pelo Ministério da Fazenda são de “caráter corretivo”, o que para Mendonça é a confissão de que houve falhas econômicas em seu governo.
“Se é caráter corretivo é para se corrigir algo que falhou e ainda precisa ser corrigido. A agenda de maldades não cessou e certamente essas medidas econômicas de reequilíbrio fiscal que foram anunciadas de forma “gradual” não afetarão o patrimonialismo político de seu governo, e sim, o contribuinte”, afirmou.

MARTA VOLTA A CRITICAR DILMA E DIZ QUE FALTA TRANSPARÊNCIA

Marta Suplicy volta a alvejar Dilma
Portal de Notícias de Senador Sá
A ex-ministra e ora senadora Marta Suplicy(PT) voltou a atacar a presidente Dilma Rousseff(PT), em artigo que publicou nesta terça-feira (27) na Folha de S.Paulo. Desta vez, mais do que a anterior, sem dó nem piedade. Faz uma análise, embora superficial, da situação em que o Brasil se encontra e lança a culpa sobre a presidente. Em certo trecho do que escreveu, diz ela: “Se houvesse transparência na condução do governo da presidente Dilma, dificilmente a presidente teria aprofundado os seus erros que nos trouxeram a esta situação de descalabro. Não estaríamos agora tendo de viver o aumento desmedido das tarifas, a volta do desemprego, a diminuição dos direitos trabalhistas, a inflação, o aumento consecutivo dos juros, a falta de investimentos, aumentos de impostos fazendo a vaca engasgar de tanto tossir”. Mais adiante, dá sequência ao texto impiedoso: “O PT vive momentos complexos, pois embarcou no circo de malabarismos econômicos. Prometeu, durante a campanha, um futuro sem agruras”. Alega  a senadora que não há um projeto a ser apresentado à nação. Mais do que as acusações que fizera à presidente numa entrevista por ela concedida, desta vez Marta Suplicy juntou o que de fato se observa para acertar em cheio a presidente da República. É o PT brigando com o PT, um desentendimento cuja tendência é se ampliar

Presos da Lava Jato recebem Playboy de ex-amante de Yousseff

Presos da Lava Jato recebem Playboy de ex-amante de Yousseff
PORTAL DE NOTÍCIAS DE SENADOR SÁ
Presos da Operação Lava Jato, que investiga a cobrança de propina em contratos da Petrobras, receberam a edição de janeiro da revista masculina Playboy. A publicação traz na capa a ex-amante de Alberto Yousseff, Taiana Camargo. De acordo com a coluna da Veja, só os presos em Curitiba receberam a publicação sensual. Este foi um dos poucos momentos de descontração da carceragem dos últimos dias.

A Coligação Ceará de Todos, liderada pelo PMDB, que foi derrotada na disputa para o Governo do Estado no ano passou, entrou com outras duas ações contra o governador Camilo Santana (PT) e a vice-governadora Izolda Cela (PROS)

Clique para Ampliar
A Coligação Ceará de Todos, liderada pelo PMDB, que foi derrotada na disputa para o Governo do Estado no ano passou, entrou com outras duas ações contra o governador Camilo Santana (PT) e a vice-governadora Izolda Cela (PROS) solicitando, dessa vez, a impugnação dos mandatos dos dois. Em dezembro de 2014, pouco antes da diplomação dos eleitos, o grupo, encabeçado pelo candidato derrotado Eunício Oliveira (PMDB), já havia entrado com quatro ações de investigação eleitoral.

 Depois da diplomação, a coligação entrou com duas ações de impugnação de mandato eletivo, onde os mesmos temas são abordados, mas com penas diferentes. O TRE ainda não se posicionou a respeito dessas novas ações em que estão incluídos, também, o ex-governador Cid Gomes e o ex-secretário de Segurança Pública estadual, Servilho Paiva e outros integrantes do Governo anterior.

 De acordo com o advogado da coligação, Vicente Aquino, o desembargador Abelardo Benevides, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que ficou como relator das quatro primeiras ações, já notificou as partes acusadas para que elas se manifestem. As primeiras ações foram de abuso de poder político e econômico com captação de sufrágio.

 A assessoria de comunicação do governador Camilo Santana disse que não poderia passar informação sobre as notificações do Tribunal Regional Eleitoral, visto que estava em um evento externo com o chefe do Poder Executivo. No entanto, se comprometeu a dar resposta sobre o assunto, mas até o fechamento desta edição o contato não foi retomado.
 Abuso de poder
 Uma das ações, impetrada por Eunício Oliveira e pela coligação Ceará de Todos, formada pelos partidos PMDB, PR, PSDB, DEM, PPS, PSC, PSDC, PTN e PRP, dispõe sobre denúncia de abuso de poder político e econômico contra o governador Camilo Santana, assim como contra Izolda Cela, Cid Gomes, Servilho Paiva, então secretário de Segurança Pública; e Lauro Carlos de Araújo Prado, comandante Geral da Polícia Militar.

 Uma terceira ação, também solicitando investigação judicial eleitoral por abuso de poder político e econômico contra Camilo, Izolda, além Carlo Ferrentini, Gilvan Silva, Sergio Fontenele e Nelson Martins, esses então representantes das secretarias de Cidades, Esporte, Desenvolvimento Agrário e da superintendência do Desenvolvimento Agrário.

 Dentre os pedidos feitos nessa ação estão a apresentação de toda a documentação relativa aos convênios firmados pelo Estado com diversas prefeituras, assim como cassação do diploma e Camilo e Izolda, além de pena de inelegibilidade para estes e pra os demais promovidos.

 Outra ação pede investigação contra até 15 pessoas, dentre elas o ex-governador Cid Gomes, o ex-secretário de saúde, Ciro Gomes, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, além de Camilo Santana e Izolda Cela por uso da máquina estatal em favor das suas respectivas candidaturas governistas.

 Dentre as acusações está a veiculação de publicidade institucional no site oficial do Governo, assim como nas redes sociais, durante os três meses que antecederam o pleito. Um provável aumento de inserções da Prefeitura de Fortaleza no período eleitoral também é apontado pela acusação como manobra para alavancar a candidatura de Camilo Santana na Capital.

Diário do Nordeste